terça-feira, 31 de março de 2015

Trace


Livro: Trace
Os O' Hurley - livro 4
Autora: Nora Roberts
Gênero: Romance
Editora: Harlequin Books
308 Páginas

Sinopse:


Quatro irmãos fascinantes criados nos palcos.
Quatro histórias de amor e perseverança.

Ele partiu em busca de si. E, quase no fim da estrada, encontrou o amor.
Faz muito tempo que Trace O'Hurley deixou sua família de artistas itinerantes para seguir uma carreira muito mais ousada... como espião.
Agora porém, chegou o momento de encerrá-la, e tirar longas e merecidas férias. Entretanto, Gilian Fitzpatrick esta decidida a convencê-lo a resgatar seu irmão e sua sobrinha, seqüestrados por uma organização terrorista. Ela sabe queé o único coma força, a coragem e a técnica necessária para levar a cabo essa arriscada investigação. Por isso, não mede esforços para persuadi-lo. Logo eles se vêem envolvidos em uma perigosa trama... e cada vez mais próximos da paixão...


Minha opinião:


Por fim, o irmão O'Hurley misteriosos resolve aparecer!!
E claro, ele não poderia deixar de ser charmoso, assim como suas irmãs. Misterioso, e agora um pouco mais cético em relação a muitas coisas, Trace quer dar um tempo em sua carreira de espião, após ser atingido em uma missão, ele está descansando, e é aí que entra a mocinha da trama, e bagunça tudo outra vez !!

Gilian está desesperada para resgatar seu irmão e sua sobrinha, e fará de tudo ao seu alcançe para conseguir isto, inclusive seguir um espião e convencê-lo a aceitar esta última missão.

Ambos são teimosos e turrões, mas já de cara, sentem uma inegável atração mútua, que vai dar o tom da narrativa.

Suspense e ação em boas doses, bem temperado com romance, que faz este livro ser tão bom quanto os anteriores da série. Não deixem de conferir este também.

Boa leitura!

segunda-feira, 23 de março de 2015

Boa noite, estranho - Detetive por acidente




Livro: Boa noite, estranho - Detetive por acidente
Autor(a): Jennifer Weiner
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-8163-575-0
Ano: 2015
Páginas: 432
Classificação: Ficção, Thriller, Romance policial


Sinopse:


Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma.


Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche.

À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.



Minha opinião

Entramos na trama conhecendo um pouco de Kate, mãe e dona de casa, residente em um subúrbio, que não tempo para nada, sempre correndo para dar conta de cuidar da casa e seus três filhos, e sempre se sentindo aquém das expectativas, quando se comprar com suas impecáveis vizinhas, perfeitas mães e donas de casa.

Quando Kate acha que, enfim terá uma chance de entrar para o clube da perfeição, uma vizinha é assassinada, e por conta de uma pessoa em comum, a curiosidade de Kate é despertada, e ela se lança a investigar o assassinato, por conta própria.

Recheado de cenas hilárias e zero romance entre ela e o marido, nos divertimos com as travessuras das crianças de Kate e sua melhor amiga, além do medonho clube da perfeição.

Uma trama bacana, divertida e com pitadas de sarcasmo e suspense, que torna a leitura leve e fácil. Para quem gosta de romance policial, este cumpre o seu papel.

Boa leitura!

domingo, 22 de março de 2015

Nunca mais Rachel


Livro: Nunca mais Rachel
Autor(a): Lisa Genova
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 978-85-2092-812-7
Ano: 2012
Páginas: 296
Classificação: Sick Lit


Sinopse:

Rachel Nickerson, uma super-mãe extremamente dedicada à carreira, leva uma vida agitada e confortável com o marido Bob, uma babá de confiança e três filhos - Lucy, Charlie e Linus. 

Entre recrutar as melhores e mais brilhantes mentes como vice-presidente de recursos humanos da Berkley Consulting, levar as crianças ao futebol, à creche e às aulas de piano, convencer a professora do filho de que ele não sofre de Transtorno de Déficit de Atenção e chegar em casa a tempo para o jantar, é impressionante que essa atarefada e bem-sucedida ex-aluna de Harvard encontre tempo para respirar. 

Uma bomba prestes a explodir, Rachel administra miraculosamente cada segundo de sua vida. Mas tudo muda quando, no carro, a caminho do trabalho, faz um telefonema e desvia os olhos da estrada por um segundo. Num instante, todas as partes frenéticas de sua vida abarrotada são bruscamente interrompidas. 

Uma lesão apaga por completo a percepção do lado esquerdo do cérebro de Rachel, e ela agora precisa prestar atenção redobrada aos detalhes que a cercam, inclusive à sua mãe até então ausente. Sem perceber a comida à esquerda de seu prato ou mesmo sua própria mão esquerda, ela é forçada a procurar respostas no vazio desse estranho mundo pela metade. 

Quando se obriga a reconquistar sua independência e a se curar, Rachel tem que aprender que sua nova e verdadeira vida pode estar longe das teleconferências e das planilhas. 

Em seu novo livro, Lisa Genova constrói com perfeição e delicadeza uma história emocionante de superação, mostrando que a felicidade e o sucesso estão bem ao nosso alcance, contanto que diminuamos nossa velocidade o suficiente para percebê-los. 



Minha opinião

Em alguns momentos eu parei para comparar a minha rotina de trabalho passada, com tudo o que a protagonista deste livro se submetia, em nome do sustento de sua família e de um certo nível de conforto.

Da mesma autora do livro Para sempre Alice, esta narrativa não é tão pesada, e aqui, ela enfoca a batalha pela superação, e as pequenas vitórias diária que nem sempre recebem o devido valor.

Nos leva a pensar a respeito das nossas prioridades, e o que realmente deve ser importante em nossas vidas. Além de dar um destaque especial ao amor, ao perdão, e em como é importante sermos gratos por tudo que temos.

Não foi uma leitura fácil, tampouco divertida, mas valeu cada página lida. 

E eu indicaria para quem precisa dar um tempo e fazer uma análise cuidadosa do que é ou não importante em sua vida.

Boa leitura!!

sábado, 21 de março de 2015

Para sempre Alice


Livro: Para sempre Alice
Autor(a): Lisa Genova
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 978-85-8044-265-6
Ano: 2012
Páginas: 296
Classificação: Sick Lit


Sinopse:

Alice sempre foi uma mulher de certezas. Professora e pesquisadora bem-sucedida, não havia referência bibliográfica que não guardasse de cor. Alice sempre acreditou que poderia estar no controle, mas nada é para sempre. Perto dos cinqüenta anos, Alice Howland começa a esquecer. No início, coisas sem importância, até que ela se perde na volta para casa. Estresse, provavelmente, talvez a menopausa; nada que um médico não dê jeito. Mas não é o que acontece. Ironicamente, a professora com a memória mais afiada de Harvard é diagnosticada com um caso precoce de mal de Alzheimer, uma doença degenerativa incurável. Poucas certezas aguardam Alice. Ela terá que se reinventar a cada dia, abrir mão do controle, aprender a se deixar cuidar e conviver com uma única certeza: a de que não será mais a mesma. Enquanto tenta aprender a lidar com as dificuldades, Alice começa a enxergar a si própria, o marido, os filhos e o mundo de forma diferente. Um sorriso, a voz, o toque, a calma que a presença de alguém transmite podem devolver uma lembrança – mesmo que por instantes, e ainda que não saiba quem é.



Minha opinião

Juro que depois de ler este livro, fiquei com vontade de sair correndo e ir ao médico, pedir todos os testes possíveis e imagináveis em relação ao mal de Alzheimer ... por que todo esquecimento me dava medo!

Não é uma narrativa feliz, e, acompanhar Alice e o seu declínio, é perturbador.
Em questão de um ano, ela definha de forma tão radical, que é assustador de acompanhar, ao mesmo tempo, que vemos uma família batalhando junto para compreender o que está acontecendo, e aceitar tudo isto.

A estória e triste, mas muito bonita, e, ver que no final, todos os filhos abraçaram a causa, e provaram seu amor, é bonito de ver, apesar de saber o tamanho da dor que eles teriam pela frente, e ler no final, o quanto Alice ficou alienada, sem sequer distinguir seus netos e filhos, perdida em suas memórias de juventude, foi realmente doloroso.

Posso apenas dizer que não desejo isto à ninguém, e espero que em breve, nossa ciência encontre uma cura, para este mal.

Para os corajosos, que optarem por encarar este livro, só posso dizer, boa leitura!!

quarta-feira, 18 de março de 2015

Fallen Angels - Inveja


Livro: Fallen Angels - Inveja
Autor(a): J.R.Ward
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 978-85-7930-353-1
Ano: 2013
Páginas: 440
Classificação: Ficção, Fantasia

Sinopse:


Thomas DelVecchio Jr. é um detetive assombrado pelos fantasmas de seu passado. Filho de um serial killer famoso, ele luta para se libertar da terrível herança deixada pelo pai e de todo o mal que o circunda desde a infância. Mas o detetive não está convicto de que é realmente uma boa pessoa, e descobre-se envolvido em uma cruel tentativa de assassinato, da qual se torna o principal suspeito.
É nesse momento que surge em seu caminho Sophia Reilly, a bela oficial do Departamento de Assuntos Internos da polícia, encarregada de supervisioná- lo e investigar o seu envolvimento no caso. Rapidamente, essa relação ultrapassa os limites profissionais e atinge um nível incontrolável de desejo e paixão.
Em sua terceira missão, o anjo Jim Heron deverá ajudar DelVecchio e Reilly a encontrarem o caminho da verdade e a expurgarem todo o mal que os têm perturbado. Mas as armas de sua oponente, o demônio Devina, estão cada vez mais cruéis...


Minha opinião:

Well ... Devida definitivamente está colocando as garras de fora ... E Jim Heron, se esforçando condizentemente a aguentar o tranco deste demônio, em busca da vitória do bem.

Veck não se lembra do que aconteceu, e precisa provar sua inocência, ao passo que e Reilly , investigadora do caso, precisa driblar a atração imediata que sente pelo detetive, a fim de esclarecer o caso.

Quando eles começam a trabalhar juntos, a atração só cresce, da mesma forma que o perigo, e eles precisam estar atentos a todas as mudanças que acontecem à volta deles, em busca da verdade.

Da mesma forma que os livros anteriores, a narrativa é tensa e eletrizante, o que torna impossível deixar de lado a leitura.

Ainda não me deixei ser fisgada pela IAN ... logo chego lá, mas li varias resenhas que indicam que há muita interação entre os personagens das duas séries ... logo, logo, vou chegar lá ... assim que tirar os meus livros da IAN do baú dos tesouros escondidos.

Estou adorando esta série, e a forma como a autora narra a interação dos personagens, tudo em doses certas e atraentes.

Portanto, aos fãs da IAN, super indico esta série também !!

Boa leitura!!

precisam 
Boa leitura !!

domingo, 15 de março de 2015

O Príncipe das Sombras



Livro: O Príncipe das Sombras
Autor(a): Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-364-9
Ano: 2015
Páginas: 128
Classificação: Ficção


Sinopse:

Um conjunto muito valioso de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia, de Dante Alighieri, é exposto na Galleria degli Uffizi, em Florença. O dono das peças é o famoso professor de literatura Gabriel Emerson. Quando se deixou persuadir por sua amada esposa, Julianne, concordando em dividir com o mundo a beleza daquelas obras de arte, Gabriel jamais poderia imaginar que estaria atraindo para si um poderoso inimigo.

Mais de um século antes, aquelas mesmas ilustrações foram roubadas de seu verdadeiro dono, o Príncipe de Florença, uma criatura sobrenatural e misteriosa que governa o submundo da cidade e há muito não sabe o que é o amor. Agora um dos seres mais perigosos da Itália está disposto a recuperar o que lhe pertence e se vingar de Gabriel e Julianne. Mas logo seus planos são frustrados. Um atentado o obriga a deixar os Emersons de lado, afinal ele precisa resolver assuntos muito mais importantes. Tanto seu principado quanto sua própria vida parecem estar em risco. Passado na cidade mais artística da Itália, O príncipe das sombras é uma incrível introdução à nova série de Sylvain Reynard, Noites em Florença, e vai deixar os leitores com gostinho de quero mais. 



Minha opinião

Bom, para quem notoriamente gosta de histórias de vampiros, mais uma série nova para chamar atenção.


A sinopse do livro resume bem, e só posso dizer que estou curiosa e ansiosa pela chegada desta nova série, pois, pela curta narrativa, posso dizer que estou muito, muito interessada, principalmente para saber o que acontecerá com Raven, a jovem resgatada no final do livro.

Falta muito para lançar esta série?

Para quem gosta do tema, posso dizer que este livro, com certeza, foi um bom chamariz !

Vamos torcer pelo breve lançamento!

Boa leitura!!

sábado, 14 de março de 2015

Chantel



Livro: Chantel
Os O' Hurley - livro 3
Autora: Nora Roberts
Gênero: Romance
Editora: Harlequin Books
308 Páginas

Sinopse:

Remorsos. Até as estrelas de cinema os têm.
Chantel O’Hurley estava longe de sua família, vivendo solitária em uma mansão vazia.
Ao começar a receber ameaças, sentiu-se desprotegida. Certamente, ela poderia contar com a presença do investigador particular Quinn Doran.
Ele parecia ter sido lapidado da pedra mais dura, tornando-o indestrutível. Apesar da rigidez, havia uma promessa de proteção em seu olhar. Entretanto, Chantel seria capaz de fazê-lo permanecer?



Minha opinião:

Chantel é rica, famosa e bem sucedida, mas solitária. De todos O'Hurley, é a que fez mais sucesso, mas agora está sendo ameaçada.
Aí entra o detetive bonitão Quinn Doran ...  durão, teimoso, mas um excelente detetive ... e que resolve assumir o caso de Chantel pessoalmente.

Claro que, como todo bom romance, no início eles se estranham, discutem e tem lá as suas divergências, mas a medida que convivem um com o outro, começam  a aparecer os indícios de outra bela estória de amor.

E como sempre, os romances de NR englobam muitas emoções, então, achei a narrativa bem amarrada, divertida e com um toque de calor ...  ;)
E tudo sempre trazendo flashes da família O'Hurley, o que torna tudo mais legal!

Vale a diversão!!

Boa leitura!

sexta-feira, 13 de março de 2015

A fada



Livro: A fada
Autor(a): Carolina Munhóz
Editora: Novo Século
ISBN: 978-85-7679-536-0
Ano: 2011
Páginas: 222
Classificação: Ficção


Sinopse:

Alguns jovens ganham presentes caros, passagens aéreas ou festas surpresa em seus aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era um ser humano. Como se tudo isso não fosse suficiente, Melanie ainda descobriu, por detrás da enevoada e mística cidade de Londres, um mundo fantástico que até poderia ignorar, se não fosse parte importante dele. Um legado que traz com ele diversas tragédias e problemas pessoais ao qual ela não espera se adaptar, mas não sabe se terá opção. A única parte recompensadora parece ser seu encontro com um homem misterioso, oriundo de uma família bruxa poderosa, cuja relação caminha em uma linha bamba e tênue que separa afeto e fúria. Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna. Uma fúria que pode conduzi-la a morte e ao esquecimento. Dentre muitos feitiços, lutas, criaturas mágicas e eventos sobrenaturais, A Fada é uma história de descobertas e superações, sobre como o amor pode fazer várias pessoas redescobrirem a vida e a magia nela. “Uma história repleta de magia e espiritualidade. Uma candidata a seguir os passos de Alexandra Ardonetto e Cassandra Clare.” Revista Época.


Minha opinião

De verdade? Não sei como podem querer comparar este livro com alguma coisa escrita por Cassandra Clare ou Alexandra Adornetto.

Só por que é uma autora nacional, não precisa exagerar, por favor!

A trama se situa em Londres [ ...por que não no Brasil, qual o problema ?!? ], é confusa e falta coerência ... uma hora você está na floresta, dali a pouco no meio da rua, personagens aparecem do além, sei lá ... demorei tempo demais para ler este livro, ele ficou empacado tempo demais, e nada ajudou a melhorar a minha opinião.

Se a tentativa é nos fazer acreditar que as fadas ainda existem, vai ser preciso melhorar muito.

Não gostei, e digo que não vale a pena investir nesta leitura.

Para os corajosos, só posso desejar uma boa leitura!

quarta-feira, 11 de março de 2015

Incendeia-me


Livro: Incendeia-me
Trilogia Shatter Me - Livro 3
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-8163-441-8
Ano: 2014
Páginas: 304
Classificação: Ficção, Distopia


Sinopse:


UM DIA EU POSSO ROMPER

UM DIA EU POSSO R O M P E R
E ME LIBERTAR
NADA MAIS VAI SER IGUAL

O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado.
Juliette foi a única que restou no caminho d O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá.

Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.



Minha opinião

Já começamos ler o livro com aquele sentimento de desespero, por todos do ponto Ômega terem sido eliminados. Mas descobrimos que ainda assim, alguns sobreviveram.

E é a partir desta enorme perda que enfim vemos Juliette evoluir, tomar posse de seu dom, e encarar de frente a batalha que a aguarda.

Além de evoluir fisicamente, e enfim dominar seus dons, sua personalidade enfim desponta, e vemos ela enfim defender-se com propriedade e fazer valer o seu ponto de vista, se fazer ser ouvida.

Por mais dúvidas que ela possa ter, é claro o seu crescimento, e a forma como ela se conscientiza daquilo que ela deve fazer é bacana, e faz valer a pena todos os trechos chatos de leitura.

O final é eletrizante, só que, fica aquela sensação de quero mais, por que é certo, que uma batalha foi ganha, mas uma guerra foi declarada. E claro, fica um gancho claro para uma sequência, por que, temos um final, mas ainda assim, sem encerrar tudo com o felizes para sempre ... será que vem mais alguma sequência por aí?  Se a autora mantiver a escrita no mesmo nível deste último volume, com certeza uma continuação seria bem vinda!

Outra vez, vou escrever, não desistam no segundo livro, por que o terceiro com certeza vale a pena e fecha muito bem a trilogia! No saldo total, posso dizer que esta trilogia misturou de tudo um pouco, e equilibrou bem o cenário distópico com um bocado de romance e um quase final feliz! Vale insistir!


Boa leitura!!

terça-feira, 10 de março de 2015

Fragmenta-me


Livro: Fragmementa-me
Trilogia Shatter Me - Livro 2.5
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 97-885-8163-500-2
Ano: 2014
Páginas: 70
Classificação: Ficção, Distopia


Sinopse:

Neste eletrizante conto da trilogia Estilhaça-me, descubra o que aconteceu com os rebeldes do Ponto Ômega após lutarem contra o Reestabelecimento.
Fragmenta-me é contado do ponto de vista de Adam, respondendo as principais dúvidas dos leitores após grande final de Liberta-me.

Enquanto o Ponto Ômega prepara para lançar um ataque-surpresa contra os soldados do Reestabelecimento a postos no Setor 45, o foco de Adam está bem longe do campo de batalha. Ele está se recuperando do rompimento com Juliette, apavorado pela vida do seu melhor amigo e preocupado como sempre com a segurança do seu irmão James. E justo quando Adam começa a pensar se aquela vida é mesmo para ele, o alarme soa. É hora de começar a guerra.
No campo de batalha, é como se tudo estivesse a seu favor – mas derrubar Warner, que Adam descobriu recentemente ser seu meio-irmão, não é fácil. O Reestabelecimento não tolera rebeliões, e por isso fará qualquer coisa para massacrar a resistência... inclusive matar a todos que são importantes para Adam.

Fragmenta-me prepara o leitor para as emoções de Incendeia-me, o explosivo final da série distópica de Tahereh Mafi.



Minha opinião

Mais um spinn-off para nos deixar mais ligados na trilogia, e ajudar a compreender melhor outro personagem importante: Adam.

Desta vez é seu ponto de vista que vemos aqui, e é possível acompanhar os seus dilemas e tentar compreender a importância de muitas coisas para ele.

Rápido de ler, é interessante, só por ajudar a entender um pouco melhor a personalidade dele e o que ele carrega consigo, e quem sabe, torcer ou não por ele e Juliette.

Não é imprescindível, mas acrescenta um pouco mais de conhecimento sobre ele e suas atitudes.

Boa leitura!!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Liberta-me


Livro: Liberta-me
Trilogia Shatter Me - Livro 2
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-8163-235-3
Ano: 2013
Páginas: 448
Classificação: Ficção, Distopia


Sinopse:

Liberta-me é o segundo livro da trilogia de Tahereh Mafi. Se no primeiro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette.
Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor.
A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.



Minha opinião

Parece que tenho problemas com as continuações de trilogias em geral ... como já aconteceu com outras, este segundo livro, me aborreceu um bocado, antes de conseguir engrenar pra valer a leitura.

Juliette, Adam e James são salvos de serem capturados pelo Restabelecimento, por Kenji, que foi alistado no Restabelecimento justamente para poder ter acesso à ela, e fazer com que se aliasse a resistência, formada por todos os membros do ponto Ômega.

Devagar eles são introduzidos à uma nova realidade, e a um grupo seleto de pessoas, cada uma especial de alguma forma, e que os leva a perceber que não estão sozinhos, mas precisam se aceitar e aceitar participar desta batalha.

Boa parte do livro é dedicado à apresentação do ponto Ômega e seus integrantes, muitos destes com poderes especiais também.

A parte chata é que aqui começa novamente o drama de um triangulo amoroso [ ... isto deve ser obrigatório em roteiros de distopias ou é só impressão minha?!? ], e a Juliette começa a ficar mimizenta, chata e indecisa, sem saber com quem quer ficar, e o que quer fazer da vida, se ajuda a turma do ponto Ômega, se vira as costas, se fica com Adam, se fica com Warner, se casa ou compra um bicicleta .... enfim, depois de muita chatice, tem um tanto de ação, revelações bombásticas, e um final bem agitado, que com certeza vai te levar correndo para ler o próximo livro, para saber como segue a reviravolta final.

Então, se você estiver achando este livro meio chato, persista só mais um pouco, por que no final, as coisas engrenam e a ação toma conta e te leva a ler tudo rapidinho. Não desista ainda!!

Boa leitura!!

domingo, 8 de março de 2015

Destrua-me


Livro: Destrua-me
Trilogia Shatter Me - Livro 1.5
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN:  978-85-8163-029-8
Ano: 2013
Páginas: 99
Classificação: Ficção, Distopia


Sinopse:

Perfeito para os fãs de estilhaça-me que aguardam desesperadamente a liberação de Liberta-me, este original digital da série irá preencher a lacuna entre esses dois romances a partir da perspectiva do vilão que todos nós amamos odiar, Warner, o líder cruel do Setor 45.

Em estilhaça-me de Tahereh Mafi, Juliette escapou o restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocando uma bala em seu ombro. Mas como ela vai aprender em Destrua-me, que Warner não é tão fácil de se livrar. . .

De volta à base e se recuperando de seu ferimento quase fatal, a Warner fará de tudo em seu poder para manter seus soldados em cheque e suprimir qualquer menção de uma rebelião no setor. Ainda que obcecado com Juliette, como sempre, a sua primeira prioridade é encontrá-la, trazê-la de volta, e dispor de Adam e Kenji, os dois traidores que ajudaram a sua fuga. Mas quando o pai de Warner, O Comandante Supremo do restabelecimento, chega para corrigir os erros de seu filho, é claro que ele tem muito planos diferentes para Juliette. Planos esses que Warner simplesmente não pode permitir.

Na sequencia de Estilhaça-me e antes de sua próxima sequencia, Liberta-me, Destrua-me é uma estoria contada a partir da perspectiva da Warner, o líder cruel do Setor 45.


Minha opinião

Este é um spin-off  entre o primeiro e o segundo livro contado sobre o ponto de vista de Warner, de como ele via a situação em relação a Juliettte e todo o contexto de sua descoberta e chegada à sua base.

Rápido demais, deixa aquela vontade de quero mais, por que aqui, começamos a perceber uma realidade um pouco diferente daquilo que somos levados a pensar, quanto a personalidade dele.

Vale a leitura antes de começar o segundo livro da trilogia, por que ajuda a compreender algumas brechas e ver também de outra forma algumas atitudes de Warner.

Boa leitura !!

sábado, 7 de março de 2015

Estilhaça-me



Livro: Estilhaça-me
Trilogia Shatter Me - Livro 1
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-6321-990-9
Ano: 2012
Páginas: 304
Classificação: Ficção, Distopia


Sinopse:

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.


Minha opinião

O início desta distopia é um tanto assustador, por que é um tanto difícil de de identificar o que acontece com Juliette, mas aos poucos, começamos a compreender que não é loucura que a cerca, e sim, uma forma de proteção, contra tudo e contra todos.

É justamente por ela ter sido isolada, que logo pensamos que ela é louca, mas no desenrolar da narrativa, vamos conhecendo sua realidade e tudo pelo que ela já passou. Mais personagens são introduzidos, e a situação da civilização atual se apresenta, e aos poucos, vamos formando aquela imagem do que o mundo se transformou.

O Restabelecimento aparentemente tomou o poder, para ajudar a toda a civilização se reorganizar e restruturar, mas lá no final do livro, vamos percebendo apenas que é uma forma diferente de uma nova ditadura tomando conta de tudo.

A cada novo passo, Juliette faz uma nova descoberta, e esta nova realidade a assusta, mas ao mesmo tempo, a ajuda a evoluir.

E, não bastasse todo este bombardeio de conhecimento, de repente ela se vê entre dois garotos, Adam e Warner. Adam a protege e a ajuda a ingressar nesta nova realidade, enquanto Warner a incita a ser mais do que aquilo que está preparada para aceitar.

Este primeiro livro da trilogia é agitado e cheio de descobertas, além de um tanto assustador em alguns momentos, mas na grande maioria, a narrativa é eletrizante, que te faz manter a atenção até o final, para saber o desfecho.

Para quem gostou de Jogos Vorazes e Divergente, está aí mais uma distopia bacana para acompanhar.

Boa leitura!!

sexta-feira, 6 de março de 2015

Maddy


Livro: Maddy
Os O' Hurley - livro 2
Autora: Nora Roberts
Gênero: Romance
Editora: Harlequin Books
308 Páginas

Sinopse:


O que pode acontecer quando duas pessoas tão diferentes quanto o Sol e a Lua se apaixonam? Maddy O’Hurley ousou sonhar... e seu sonho a levou à Broadway, ao fantástico mundo dos musicais. Reed Valentine, principal executivo da Valentine Records, pensava apenas em negócios. Com isso, havia se esquecido de que a vida também é feita de emoção e ternura. Entre os compassos da coreografia ensaiada por Maddy e os planos de Reed para o lançamento da trilha sonora do musical, ambos começam a vivenciar um sentimento que, quanto mais é evitado, mais forte se torna. Porém, mesmo disposta a correr todos os riscos, Seria Maddy capaz de despir Reed da pesada armadura que o impedia de se entregar ao amor? 


Minha opinião:


Maddy abraçou com o coração a vida artística que herdou dos pais.
Espevitada, alegre e dinâmica, ela esbanja vitalidade, e está prestes a se tornar uma estrela em um musical da Broadway.

Já Reed, é um executivo em todos os sentidos, sério, dedicado e fechado, e patrocinador do espetáculo do qual Maddy fará parte.

Quando eles se conhecem, dá para sentir a eletricidade no ar,  então, dá para saber que será um romance agitado. Com altos e baixos, Maddy com seu jeito de garota e Reed, traumatizado pelo seu passado, leva algum tempo para engrenar, mas o final não poderia deixar de ser lindo.

E aqui, novamente, a família aparece, para apoiar e comemorar os louros de mais uma O'Hurley.

Você terá bons momentos de diversão e distração.

Boa leitura!

quinta-feira, 5 de março de 2015

Os contos da seleção - O príncipe e o guarda


Livro: Contos da seleção - O príncipe e o guarda
Autora: Kiera Cass
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Seguinte
264 Páginas


Sinopse:

Os dois contos que se passam no universo criado por Kiera Cass, autora da trilogia A Seleção, agora estão disponíveis em edição impressa. Em “O Príncipe e O Guarda”, o leitor pode acompanhar de perto os pensamentos e emoções dos dois homens que lutam pelo amor de America Singer. Antes de America chegar ao palácio, já havia outra garota na vida do príncipe Maxon. O conto O príncipe não só proporciona um vislumbre das reflexões de Maxon nos dias que antecedem a Seleção, como também revela mais um pouco sobre a família real e as dinâmicas internas do palácio. Descobrimos como era a vida do príncipe antes da competição, suas expectativas e inseguranças, assim como suas primeiras impressões quando as trinta e cinco garotas chegam. Para America, a vida antes da Seleção também era muito diferente. A começar pelo fato de que ela estava completamente apaixonada por um garoto chamado Aspen Leger. Criado como um Seis, ele nunca imaginou que acabaria se tornando membro da guarda do palácio. Em O guarda, acompanhamos Aspen a partir do momento que o grupo de trinta e cinco garotas da Seleção é reduzido para a Elite, conhecemos sua rotina dentro das paredes da casa da família real — e as verdades sobre esse mundo que America nunca chegou a conhecer. Leitura indispensável para os fãs de A Seleção, esta antologia inclui, ainda, um final estendido do conto O Príncipe; conteúdos extras exclusivos, como uma entrevista com a autora e dados inéditos sobre os personagens; além dos três primeiros capítulos de A escolha, o aguardado desfecho da trilogia, que será lançado em maio de 2014.


Minha opinião

Aos fãs da trilogia, mais uma pequena extensão, para diminuir a curiosidade sobre os bastidores d'A Seleção'.

É interessante também saber um pouco sobre o que se passa tanto com o príncipe, quanto com o guarda, e conhecer um pouco do ponto de vista deles, a respeito de tudo o que se passa no palácio.

A leitura é rápida e leve, e além dos pontos de vista, é possível entender um pouco mais sobre o sistema todo, e o mais bacana, é ter uma playlist para acompanhar!

Para quem gosta da trilogia, vale como distração!!

Boa leitura!!

quarta-feira, 4 de março de 2015

A escolha



Livro: A escolha
Trilogia A Seleção - livro 3
Autora: Kiera Cass
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Seguinte
392 Páginas

Sinopse:

A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.

Minha opinião:

Emfim o desfecho d'A Seleção' !!

O livro já começa agitado com um ataque logo de cara, mas a cena da tentativa de sedução de América, é hilaria, não tem como não rir junto com Maxon!!

A relação entre América e Maxon nos deixa em duvida boa parte do tempo, por que eles discutem muito, mas também há os bons momentos.

Por um lado, os rebeldes estão mais ousados, e do outro, América, cada vez se destacando mais perante o povo de Illéa, e lutando para ter certeza de que seu amor por Maxon é retribuído.

Percebemos o crescimento e amadurecimento de todos os personagens, e as relações secundárias que se formam e trazem consistência à narrativa. Da mesma forma que a tristeza começa a permear a narrativa, mais próxima do final.

Algumas perdas doloridas, que fazem parte deste tipo de narrativa, mas o final ainda reserva um tanto de romance para suavizar as perdas.

No balanço geral, gostei bastante desta trilogia, que mesmo sendo classificada como uma distopia, ainda é mais suave, e com uma generosa porção de romance! Aos fãs dos dois estilos, não deixem de conferir.

Boa leitura!

terça-feira, 3 de março de 2015

A elite



Livro: A elite
Trilogia A Seleção - livro 2
Autora: Kiera Cass
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Seguinte
392 Páginas


Sinopse:

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.

America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.


Minha opinião:

Eu esperava um pouco mais desta continuação, e vou dizer, que demorei um tanto para engrenar na leitura deste segundo livro. Tanto na primeira vez, quanto na segunda.

Mas, depois de um trecho, a narrativa começou a fluir novamente, e outra vez, me vi envolvida pelo charme discreto do príncipe Maxon!

América está um pouco mais confiante, mas ainda em cima do muro, entre querer que Maxon lhe dê atenção e a descoberta de que Aspen não a traiu, mas sim se alistou no exército, buscando uma situação melhor.

Mais ação, principalmente por conta do desvio de Marlee, e a 'insubordinação' de América, e ataques rebeldes ao castelo, que agitam um pouco mais a narrativa, e começam a delinear com mais clareza o panorama do que se passa em Illéa.

Vale continuar na série, mesmo com o começo deste livro sendo mais chatinho, logo melhora, e no final, a curiosidade pela escolha do príncipe, será maior!

Boa leitura!

segunda-feira, 2 de março de 2015

A seleção




Livro: A seleção
Trilogia A Seleção - livro 1
Autora: Kiera Cass
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Seguinte
368 Páginas

Sinopse:


Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.

Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.

Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.



Minha opinião:

Este foi um daqueles livros, que se escolhe pela capa.

Eu estava a toa pela livraria, procurando alguma coisa bacana, e comprei este sem pretensão alguma, apenas por que a capa realmente me chamou a atenção, e por que gostei da sinopse.
Na época, nunca tinha ouvido falar de distopia, e só fui descobrir bem mais tarde o que era isto, durante alguma das conversas do projeto literário que participo.

No fim, foi uma boa aquisição, por que, assim que eu abri, não consegui deixar de lado.
A narrativa é fluída e empolgante, e claro, não parei ate chegar ao final, querendo muito, mas muito que saísse logo a continuação, por que eu estava desesperada de curiosidade!

Ah, eu já li esta série faz tempo, logo no lançamento, só estou aos poucos, colocando a minha lista de resenhas em dia ... e para isto, precisei dar uma relida em toda ela novamente. [Que chato! ;) ]

E posso dizer que novamente, fiquei apaixonada pelo Maxon, com a sua postura principesca, mas ao mesmo tempo, um garotinho querendo muito, muito, muito, amor e atenção para ele,  como pessoa, e não como príncipe.

América me irritou em alguns momentos, mas ok, em parte dá para entender o dilema dela.

Enfim, o tradicional triangulo amoroso [...que parece ser onipresente em todas série juvenis!] a competição e os problemas do país após o colapso, etc, etc, etc ... vou deixar de lado a parte política e focar no relacionamento entre América e Maxon, que é o que me interessa.

Bora partir pra a próxima releitura, por que logo tem livro novo desta série e eu quero estar com tudo bem memorizado, para não perder nenhum detalhe!

E para quem do gênero distópico e de uma concorrência nem tão leal assim, pelo amor de um príncipe, vale passar um tempo com esta série!!

Boa leitura!